Wednesday, May 02, 2007

The Cranberries


A minha segunda banda favorita, os Irlandeses The Cranberries, formam, juntamente com os The Cardigans, aquilo que eu chamo de "Vitamin C".

A vocalista, com o nome quase insoletrável Dolores O´Riordan, tem uma voz inconfundível que criou seguidoras como Dido ou mesmo Avril Lavigne.

Têm músicas poderosíssimas que eu adoro, tipo Dreams, Promisses, Ode To My Family, Lingher, Zombie, etc., mas a que me enche as medidas é mesmo a Wake Up And Smell The Coffee, do álbum com o mesmo nome. É daquelas músicas que se torna impossível ouvi-la e não reagir (no meu caso, devido à bateria).

Por último, têm um baterista que para além de ser genial (muitos o são) tem bom-gosto, ou melhor, tem um gosto que eu considero impecável. Dreams é o expoente máximo desse bom gosto.

Grande banda! Neste momento estão na chamada "pausa", com O´Riordan a lançar um álbum a solo e afins.
Ao vivo não tocam uma nota diferente das versões álbum, algo que não me agrada por aí adiante... mas como também nunca assisti a um concerto deles, não posso "escrever" muito sobre isso. Fica aqui uma fã à espera do retorno destes senhores à vida de rock star.

2 comments:

Bracken said...

Olá! Eu também ADORO os The Cranberries e já tive oportunidade de os ver ao vivo três vezes e, inclusivamente, de conhecer a Dolores num dos momentos mais marcantes da minha vida. Ao contrário do que dizes, eles fazem imensas modificações ao vivo, quer na música, quer na voz. E são sempre brilhantes. O novo álbum da Dolores também é muito bom. À primeira audição, parece mais disco dos Crnaberries, mas prestando mais atenção, percebes que o som é diferente e as letras mais pessoais e menos políticas ou ecológicas.
Um abraço,
Bracken

Nia said...

Ok, eu só afirmei que não modificavam muito pelas músicas ao vivo que editaram no Bury The Hatchet, mas se dizes que sim, eu acredito em ti ;)
Saudações, Nia