Friday, February 08, 2008

Into The Wild

Tinha alguma expectativa quanto a este filme (mais do que quanto a Atonement) e posso dizer que não as defraudou. O que é óptimo. Gosto sempre destes registos nature oriented, quase que tratados ecológicos. No entanto, este é mais um tratado humanístico que outra coisa. O que também é óptimo, se for sincero com as personagens e com o espectador.
.
Into The Wild mostra-nos a visão de Sean Penn, a realizar, sobre o testemunho real deixado por Christopher McCandless, um pária social que abandona a sociedade tal como a conhece e mergulha na Natureza profunda, tendo como objectivo último embrenhar-se no Alasca selvagem. Pelo caminho conhece pessoas com quem cria laços fortes de amizade, apesar de durante o filme nos apercebermos que para Chris, que adopta o pseudónimo de Alex Supertramp, isso não é o que o motiva nem o que ambiciona. Pelo contrário, essas pessoas afeiçoam-se-lhe e perdem um amigo/filho/namorado/neto quando Alex os deixa para trás.
.
Para além do excelente protagonismo de Emile Hirsch, Catherine Keener e Vince Vaughn criam personagens tocantes, Marcia Gay Harden e William Hurt são os pais sufocantes e sufocados, mais uma extensa lista de secundários.
.
É um filme sobre o ponto de vista de Alex embrenhado na Natureza, esta cruelmente indiferente a esse facto. A mensagem final é algo de já visto. Quer dizer, até eu sei isso sem precisar de me isolar da sociedade civilizada, que o grita a todo o momento.
.
Eddie Vedder dos Pearl Jam assina a (excelente) banda sonora.

7 comments:

telma said...

estou ansiosa por ver :D *

halloween 77 said...

este estou muito curioso para ver. A semana passada não o fui ver porque preferi o Sweeney Todd, mas agora acho que não me escapa

_Loot_ said...

Um belo filme :)

Morcegos no Sótão said...

Acho que o filme, felizmente, não se resume à mensagem final. Aliás, acaba por ser algo que passa ao lado e apenas nos deixa um pouco nostálgicos por Chris/Alex só disso ter noção tão tarde... A mensagem final é apenas a que aquela pessoa finalmente descobriu ou admitiu para si mesmo, quando se viu encurralado pela Natureza em que quis embrenhar-se...

Os espectadores podem retirar dali o que quiserem e há muitas mensagens a serem retiradas...

MJNuts

Nia said...

É um excelente filme, sim sra, simplesmente não me identifiquei com o abandono social convencido de que as ligações humanas não são o ponto supremo para no fim descobrir que afinal... aaahhh paaahhh mas era preciso esse isolamento todo pra chegares a essa conclusão? Hmmmm esperava mais suminho, só isso ;)

Mas repito: excelente filme.

Nia

Cataclismo Cerebral said...

Grande filme, dos melhores até agora! :)

halloween 77 said...

Estou muito curioso por ver este filme...